Pesquisar este blog

Meu twitter:

twitter.com/malvinaee

Seguidores

domingo, 11 de setembro de 2011


Jaguarão


Município de Jaguarão
"Cidade heróica"
Fronteira entre Brasil e Uruguai, em Jaguarão

Fronteira entre Brasil e Uruguai, em Jaguarão
Bandeira de Jaguarão
Brasão de Jaguarão
BandeiraBrasão
Hino
Aniversário23 de novembro
Fundação23 de novembro de 1855
Gentílicojaguarense
Prefeito(a)Cláudio Martins (PT)
(20092012)
Localização
Localização de Jaguarão
Localização no Rio Grande do Sul
Jaguarão está localizado na Brasil
Localização no Brasil
32° 33' 57" S 53° 22' 33" O
Unidade federativa Rio Grande do Sul
MesorregiãoSudeste Rio-grandenseIBGE/2008[1]
MicrorregiãoJaguarão IBGE/2008[1]
Municípios limítrofesArroio GrandeHerval e Rio Branco
Distância até acapital395 km
Características geográficas
Área2 054,390 km² [2]
População27 942 hab. Censo IBGE/2010[3]
Densidade13,6 hab./km²
Altitude26 m
Climasubtropical Cfa
Fuso horárioUTC−3
Indicadores
IDH0,764 médio PNUD/2000[4]
PIBR$ 325 783,410 mil IBGE/2008[5]
PIB per capitaR$ 11 455,52 IBGE/2008[5]
Jaguarão é um município brasileiro do estado do Rio Grande do Sul.
Localizado no extremo sul do país e fronteiriço ao Uruguai, o município é vista pelo governo federal como alternativa de travessia internacional pelo rio Jaguarão. Em 25 de março de 2009, o Senado aprovou a construção de uma ponte, em acordo com o país vizinho, assinado em 2007. A ligação acontecerá com a cidade uruguaia de Rio Branco.[6] Foi também onde ocorreu, na Guerra do Uruguai, a Batalha do Jaguarão.

Índice

 [esconder]

[editar]História

O começo de Jaguarão remonta a 1802 com um acampamento militar fundado às margens do Rio Jaguarão pelo tenente-coronel Manuel Marques de Sousa. Em 1777, com o Tratado de Santo Ildefonso, o município de Jaguarão ficava em terras espanholas. A primeira vila que começou a se formar a partir de 1751 no Rio Grande do Sul foi Rio Grande que, com a invasão dos espanhóis em 1763, transferiu sua sede de governo para Viamão.
Com Dom João VI no Brasil, em 1808 e 1809, são criados definitivamente os municípiosde Porto AlegreRio GrandeRio Pardo e Santo Antônio da PatrulhaCachoeira do Sul, vizinha de Rio Pardo, foi criada dez anos mais tarde. Em dezembro de 1830 criaram-sePelotas e Piratini e em outubro de 1831AlegreteCaçapava do SulSão José do NorteTriunfo.
Jaguarão foi elevada a vila em 6 de julho de 1832, sendo o 12º município do estado. Situa-se na parte meridional do estado, na fronteira com a cidade de Rio Branco noUruguai, às margens do Rio Jaguarão, que nasce na região montanhosa perto do município de Pinheiro Machado e corre aproximadamente em direção norte-sul até atingir as alturas de Aceguá, voltando-se depois para noroeste-sudeste, marcando a partir desta parte o limite entre as faixas centro-sul do estado e centro-oriental do Uruguai. Passa entre Rio Branco e o município de Jaguarão e deságua na Lagoa Mirim. Seu curso é de aproximadamente 270 quilômetros.
Uma das principais causas da criação de Jaguarão, foi a falta de acesso à justiça do então vila do Espírito Santo do Serrito no Jaguarão. Mesmo elevado a vila em outubro de1832, o município propriamente dito demorou a se instalar. Em 22 de Maio de 1833 o município de Jaguarão desmembrou-se de Rio Grande e deu posse aos seus primeiros vereadores.
O município é conhecido por suas belas portas e está conservada e preservada por seus habitantes, exceto a Enfermaria Militar. Os exemplos de Arquitetura Eclética do centro da cidade datam de 1876 e de 1920, com frisos e marquises, e portas em estilo artesanal português.
Hoje a Estação Férrea de Jaguarão pertence a loja Maçônica General Osório 140 (Grande Loja), e esta em fase de restauração com grande parte concluída.


Como transportes em Jaguarão, temos:
  • Vários pontos de táxi espalhados pela cidade;
  • Moto táxi, com tele-entrega;
  • Ônibus circular DIAS, que transporta passageiros para todas as áreas da cidade.

[editar]Geografia

Localiza-se a uma latitude -32º33'58" sul e a uma longitude 53º22'33" oeste, estando a uma altitude de 26 metros. Sua área é de 2.054 Km²
Sua população estimada em 2009 era de 28.244 habitantes.

[editar]Pontos turísticos

  • Ponte Internacional Barão de Mauá inaugurada em 1930 uma das maiores obras da fronteira unindo Jaguarão a Rio Branco, Uruguai;
  • CTG Rincão da Fronteira;
  • CTG Lanceiros da Querência;
  • Casa de Cultura Pompílio Neves de Freitas;
  • Prédio da Estação Férrea;
  • Ruínas da enfermaria militar;
  • Igreja Matriz do Divino Espírito Santo, com altares esculpidos a mão;
  • Igreja Imaculada Conceição em estilo gótico;
  • Museu Carlos Barbosa Gonçalves - Prédio constituído em 1886 em estilo Neoclássico, com 656m², residência do ex-presidente da província. Dr. Carlos Barbosa, transformada em museu e que permanece até hoje como se ainda fosse habitada;
  • Praça Dr. Alcides Marques;
  • Teatro Esperança;
  • Mercado Municipal;
  • Hangar da Varig do início do século XX, hoje abandonado;
  • Cinema Regente, hoje não está em funcionamento, mas aberto para eventos;
  • Mercado Público Municipal - Início da construção em 1864 e concluída em julho de 1867. O Mercado Público Municipal, construído em estilo colonial português, tem formato de “U”, e traz um pátio interno, como as antigas casas portuguesas. Foi tombado pelo IPHAE, em 1990, está localizado num local privilegiado, pois de seu prédio avista-se o rio Jaguarão e a Ponte Internacional Mauá.

[editar]Curiosidades

  • ARQUITETURA:
Encontra-se um acervo esplendoroso, conservado nas construções que datam da metade do século XIX. Mais de 800 prédios estão catalogados na Prefeitura Municipal por suas fachadas que conservam vários estilos arquitetônicos, onde predomina a beleza dos portais, obras artesanais de ramo primor.
  • OUTROS:
O Museu Carlos Barbosa, construído em 1886, em estilo neoclássico, com 656m², residência do ex-presidente da Província, Dr. Carlos Barbosa Gonçalves, transformada em Museu e que permanece até hoje, como se ainda fosse habitada;
As Igrejas Matriz do Divino Espírito Santo, com altares esculpidos à mão; e a Imaculada Conceição, em estilo gótico;
O Cerro da Pólvora, de onde se descortina uma vista panorâmica da cidade;
A Ponte Internacional Barão de Mauá, inaugurada em 1930, uma das maiores obras da fronteira, unindo Jaguarão à cidade uruguaia de Rio Branco;
O Balneário da Lagoa Mirim, do lado uruguaio, paraíso ecológico, onde funciona o Cassino Oficial, convite para quem gosta de arriscar.
A rua 20 de Setembro, batizada Beira Rio, de onde se descortina o Rio Jaguarão, a grandiosidade da Ponte Internacional Mauá e a cidade de Rio Branco.
  • TRADIÇÕES:
Jaguarão possui dois centros de tradições: O CTG Rincão da Fronteira e o CTG Lanceiros da Querência que cultivam a história gaúcha e realizam vários eventos durante o ano todo, com destaque para o 27 de Janeiro, data que deu origem à denominação de “Cidade Heróica” à Jaguarão.
  • ECONOMIA:
É baseada na pecuária, agricultura com predominância da cultura de arroz e comércio diversificado.
  • LOCALIZAÇÃO:
Está situado sua parte mais meridional do Brasil, na rota do MERCOSUL e é o menor caminho entre Porto Alegre e Montevidéu.
  • DISTÂNCIAS EM KM:
Montevidéu: 380
Pelotas: 140
RioGrande: 190
Bagé: 320
  • EVENTOS:
- MOTOFEST (Janeiro)
- FESTA CRIOULA – CTG Rincão da Fronteira (Janeiro)
- CARNAVAL (O Melhor da Fronteira BRASIL – URUGUAI)
- EXPOSIÇÃO INTERNACIONAL MEIA-LÃ (Março)
- EXPOSIÇÃO FUNCIONAL DE CAVALOS CRIOULOS (Abril)
- RODEIO CRIOULO – CTG Lanceiros da Querência (Maio)
- SEMANA FARROUPILHA (Setembro)
- SEMANA DE JAGUARÃO (Novembro)
  • HOTELARIA E GASTRONOMIA:
O município conta com diversos e excelentes estabelecimentos. Prato principal: churrasco e doces caseiros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget

Arquivo do blog

ALGUMAS CITAÇOES:

As mulheres precisam ser amadas, não compreendidas.

Com certeza, se casem. Se casar com uma boa mulher, será um homem feliz. Se casar com uma má, se convertirá em filósofo. (Socrates)

Não sou um santo. A menos que para você um santo seja um pecador que simplesmente segue se esforçando. (Nelson Mandela)

Nunca penso no futuro - ele já chegará. (Albert Einstein)

Os melhores amigos ouvem o que você não diz.

Nossos amigos são os irmãos que nunca tivemos.

clicRBS

Ocorreu um erro neste gadget