Pesquisar este blog

Meu twitter:

twitter.com/malvinaee

Seguidores

sexta-feira, 6 de janeiro de 2012


Ruínas da Enfermaria Militar



Ruínas da Enfermaria Militar
Mirante natural de onde descortina-se uma vista panorâmica da cidade de Jaguarão, do rio Jaguarão e da cidade Uruguaia de Rio Branco.
Foi construída em área doada pelo exército, em 1880, em estilo neoclássico, localizada no Cerro da Pólvora, para servir como enfermaria militar e, depois, como prisão para presos políticos. A construção foi comandada pelo capelão militar Carlos Soares, no mesmo ano e terminada em 1883. É considerado patrimônio Turístico tombado pelo IPHAE.
É um local que proporciona uma das mais belas paisagens da cidade. Tem a denominação de Cerro da Pólvora, porque, segundo algumas informações, ali teria havido um depósito de munições (década de 40, século XX) e cujos alicerces foram cavados com o auxílio de pólvora, devido à consistência rochosa do local. O Cerro da Pólvora é também conhecido por Cerro da Enfermaria, por lá se encontrarem as ruínas da antiga Enfermaria Militar. O Cerro da Pólvora constitui um baluarte protetor dos fortes ventos e tempestades que assolam a cidade. Dele se extraiu grande quantidade de pedra aproveitada na cidade. Isto lhe acarretou enormes crateras que lhe desfiguram a paisagem. Seu ponto mais alto fica a 57 metros do nível do mar, sendo assinalado por um marco, junto ao qual, em tempos passados, o exército fazia sentinela nos períodos de revolução e escaramuças no Rio Grande do Sul.

fonte: Jaguarão on line

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget

Arquivo do blog

ALGUMAS CITAÇOES:

As mulheres precisam ser amadas, não compreendidas.

Com certeza, se casem. Se casar com uma boa mulher, será um homem feliz. Se casar com uma má, se convertirá em filósofo. (Socrates)

Não sou um santo. A menos que para você um santo seja um pecador que simplesmente segue se esforçando. (Nelson Mandela)

Nunca penso no futuro - ele já chegará. (Albert Einstein)

Os melhores amigos ouvem o que você não diz.

Nossos amigos são os irmãos que nunca tivemos.

clicRBS

Ocorreu um erro neste gadget