Pesquisar este blog

Meu twitter:

twitter.com/malvinaee

Seguidores

sábado, 26 de março de 2011

iGoogle

iGoogle

JAGUARÃO

FRONTEIRA CHEIA DE ENCANTOS

NEM SÓ DE FREESHOPS VIVE JAGUARÃO. SEPARADA DO URUGUAI POR UM RIO, A CIDADE TEM CASARÕES QUE SURPREENDEM

Ligado de forma umbilical com o Uruguai, o município de Jaguarão, no Sul do Rio Grande do Sul, guarda todos os encantos de uma cidade tipicamente fronteiriça. Basta caminhar um pouco por suas ruas para observar a mistura de sotaques e de rostos castelhanos, brasileiros e até dos que guardam características de ambos. Só quem mora na fronteira conhece a sensação de saber que do outro lado da margem do rio que nomeia a cidade existe outro país, com sua cultura e sua diversidade.

Enriquecida nos áureos tempos do charque, Jaguarão ainda mantém intactas as marcas de seu passado. Enquanto o desenvolvimento chegou a muitas cidades, causando a derrubada de prédios históricos, no município fronteiriço tudo continuou em pé.

Uma volta em torno da praça da Matriz já serve de prova. O casario continua à espera de curiosos para desvendá-lo. Com ajuda de guias locais, que são contatados na Secretaria de Cultura e Turismo do município, o visitante pode conhecer as histórias dos prédios erguidos na cidade. Um passeio de pouco mais de uma hora sai por R$ 10. No roteiro, estão os casarões localizados próximo à Igreja Matriz, ao Mercado Público, à Casa de Cultura Pompílio Neves de Freitas e ao Theatro Esperança.

São tantas as edificações merecedoras de atenção que o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) considerou todo o município como patrimônio histórico. No inventário realizado para o tombamento, que deve se tornar definitivo neste mês, estão listados mais de 800 prédios.

Entre os itens, um dos mais importantes é o da antiga Enfermaria Militar. Da edificação de 1880, localizada no Cerro da Pólvora, sobraram apenas ruínas – ainda assim, o que se vê é grandioso. O portão de ferro cheio de detalhes recepciona o visitante e já deixa clara a imponência do local.

No hall, alguns poucos ladrilhos ajudam a contar a história do lugar. Com o céu como teto, caminhar pelas ruínas é cruzar uma linha invisível rumo ao passado. O grande corredor de 11 arcos, que dava acesso ao jardim de inverno, é daqueles cenários de filme onde o casal apaixonado poderia marcar encontro.

Usado como prisão política durante os anos de ditadura, o futuro reserva para a antiga enfermaria uma nova e bela utilização. Projeto da Universidade do Pampa e da Prefeitura, o Centro de Interpretação do Pampa vai ser usado para pesquisas acadêmicas e para a experiência sensorial e estética sobre o bioma pampa, abrangendo as pessoas que vivem nele, além da história e da cultura.

Outra riqueza que passa por melhorias é o Theatro Esperança. Inaugurado em 1897, o prédio teve sua primeira etapa de restauro, que envolveu nova cobertura e pintura, já concluída. A segunda, que abrangerá a plateia e o palco, será feita ainda este ano.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget

Arquivo do blog

ALGUMAS CITAÇOES:

As mulheres precisam ser amadas, não compreendidas.

Com certeza, se casem. Se casar com uma boa mulher, será um homem feliz. Se casar com uma má, se convertirá em filósofo. (Socrates)

Não sou um santo. A menos que para você um santo seja um pecador que simplesmente segue se esforçando. (Nelson Mandela)

Nunca penso no futuro - ele já chegará. (Albert Einstein)

Os melhores amigos ouvem o que você não diz.

Nossos amigos são os irmãos que nunca tivemos.

clicRBS

Ocorreu um erro neste gadget